|    Português    |    English    |    

 

 

INFORMAÇÕES SOBRE MINI-CURSOS

 

Os Mini cursos terão carga horária total de 8 horas, incluindo discussões. Os cursos serão realizados simultaneamente no dia 20 de Setembro de 2011 no horário de 09h às 17h. Cada participante poderá fazer inscrição em apenas um curso. A inscrição em mini-cursos não dá direito a participar do Congresso. Os interessados em participar de mini-cursos deverão também se inscrever no Congresso. A inscrição para o BBIC deve ser feita separada do Congresso.

 

C01 – Biossegurança para profissionais da Saúde

            Dr. Hamilton Coelho – IFF/FIOCRUZ

 

 

C02 – Cabines de segurança biológica: validação, controle e manutenção

Dr. José Pascoal Simonetti

Dra. Sandra Rodrigues Simonetti

 

C03 – Auditor em Biossegurança

Dr. Gutemberg Delfino, CTNBio

 

C04 – Análise e monitoramento de riscos de OGMs

Dra. Lúcia de Sousa

Dr. Paulo Andrade, CTNBio

 

C05 - Biossegurança de animais

Dr. Joel Majerowicz, FIOCRUZ

 

 

       C06 – Transgenia: Valiosa ferramenta para o estudo funcional de genes e obtenção de plantas de interesse agronômico

 

Dra. Maria helena Bonadese Zanettini

C01 – Mini-Curso de Biossegurança para profissionais da Saúde

            Dr. Hamilton Coelho – IFF/FIOCRUZ

Objetivo geral do curso:

            Sensibilizar, informar e capacitar, profissionais de saúde, norteando-os quanto à minimização dos riscos ocupacionais, ao controle da infecção hospitalar e os impactos ao meio ambiente dos poluentes produzidos nos estabelecimentos de saúde, enfim, adoção de práticas mais seguras no dia a dia do seu trabalho.

           Esses cursos têm ainda o objetivo preencher uma lacuna deixada nas disciplinas oferecidas nos cursos técnicos, graduação e pós-graduação, direcionados à formação de profissionais da área de saúde.

 

Ementas dos cursos:

 I – Introdução à Biossegurança

  • Conceito.
  • Riscos em ambientes de saúde.
  • Acidentes ocupacionais.
  • Uso abusivo de produtos químicos.
  • Riscos Químicos - Exposição ocupacional a produtos químicos.
  • PPRA.
  • PCMSO.

II – Riscos Biológicos – (Exposição Ocupacional a Material Biológico)

  • Procedimentos recomendados após a exposição ocupacional a material biológico.
  • Análise da exposição.
  • Quimioprofilaxia para prevenção de soro-conversão do HIV.
  • Imunoprofilaxia para prevenção de soro-conversão do vírus da hepatite B.

 

  III – Programa de Imunização ativa para os profissionais de saúde

  • Imunização dos profissionais de saúde.
  • Qualidade eficácia e segurança da vacinas.
  • Cuidados na administração de vacinas.
  • Tipos de vacinas.
  • Contraindicações gerais.
  • Imunização em gestantes e nutrizes.
  • Reações adversas comuns.
  • Vacinas recomendadas.
  • Falha na resposta à vacina.

  IV –Equipamentos de Proteção Individual

 

  • Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego.
  • Uso adequado dos equipamentos de proteção individual.
  • Cuidados na compra dos EPI.

 

  V – Contenção Biológica em artigos odonto-médicos-hospitalares

 

  • Artigos (esterilização, desinfecção de alto nível, de médio nível e baixo nível, e limpeza).

  VI – Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde (PGRSS).

  • Classificação dos resíduos sólidos.
  • Identificação dos resíduos sólidos.
  • Tratamento preliminar dos resíduos sólidos.
  • Coleta e transporte internos dos resíduos sólidos.
  • Armazenamento dos resíduos sólidos.
  • Coleta e transporte externos dos resíduos sólidos.
  • Tratamento final dos resíduos sólidos
  • Destinação final dos resíduos sólidos.
  • Entendendo a RDC no 306 – ANVISA.
  • Entendendo a Resolução no 358 – CONAMA.
  • Como minimizar a quantidade de resíduos do tipo infectante?
  • Como o gerenciamento dos seus resíduos poderá minimizar os custos nos estabelecimento de saúde?
  • Capacitação dos profissionais da limpeza.

 

 C02 - CABINE DE SEGURANÇA BIOLÓGICA
 

ANBIO 2011
Mini Curso 
CABINE DE SEGURANÇA BIOLÓGICA
Professores:
Dr José Pascoal Simonetti
Dra Sandra Regina Rodrigues Simonetti
 
Instituto Oswaldo Cruz - Fiocruz
 
 
EMENTA
Teórico
1. Biossegurança em laboratórios de análises e pesquisa
2. Equipamentos de proteção Individual
3. Condutas e critérios de comportamento
4. Agentes Microbianos e níveis de biossegurança
5. Avaliação de risco
6. Metodologias para descontaminação de superfícies
7. CLASSES DE CABINES DE SEGURANÇA BIOLÓGICA (CSB):
8. Descontaminação de CSB
 
Prática demonstrativa
1. Condutas de comportamento
2. Postura
3. Limpeza
4. Descontaminação
5. Organização do trabalho prático no interior das cabines
6. Distribuição de acessórios no interior das cabines
7. Checagem do funcionamento
8. Checagem da eficiência
9. Início dos trabalhos práticos
10. Condutas para a redução do risco
11. Condutas para a redução da contaminação
12. Condutas de trabalhos em NB2
13. Condutas de trabalhos em NB3
14. Utilização de indicadores de segurança e de funcionamento
 

C03 – Auditor em Biossegurança

Dr. Gutemberg Delfino, CTNBio

 

 

- Interpretação dos marcos regulatórios em Biossegurança e 
responsabilidades das CIBios (Lei, Decreto e Normas da CTNBio); como 
classificar o risco do OGM e estabelecer o nível de Biossegurança 
adequado para pequena e larga escala




- Passo a passo para construir um protocolo para petição de Certificado de
Qualidade em Biossegurança - CQB; extensão de CQB (quais as situações
cabíveis)

- Auditorias Internas em Biossegurança a serem realizadas pelas CIBios

- Auditorias Externas a serem realizadas pela CTNBio: preparo para a
auditoria; itens a serem observados; preparo de documentação; conduta das
CIBios frente aos auditores; FAQs



- Regras para o preparo de relatórios anuais e documentos a serem
encaminhados a CTNBio



- Revisão de pareceres: situações em que é possível e jurisprudência

 

 C04 Análise de Risco de OGM's

Serão discutidos os passos para realizar avaliação e gerenciamento de riscos de organismos geneticamente modificados por biotecnologia moderna:

  • Introdução: OGMs e riscos potenciais
  • Análise de riscos
  • Gerenciamento de riscos
  • Testes de campo
  • Comunicação de riscos
  • Aspectos regulatórios
  • Monitoramento pós- liberação comercial

Com base em um caso de estudo simplificado, os participantes terão a oportunidade de trabalhar nas diferentes fases e identificar os pontos relevantes.

 

C05 -MINICURSO DE BIOSSEGURANÇA COM ANIMAIS DE LABORATÓRIO
 
                                              Prof. Joel Majerowicz
                                              

Biossegurança com roedores de laboratório

1.Introdução

2.Contenção primária e secundária

3.Definição de classes de risco

4.Recomendações de biossegurança em biotérios

5.Orientações preconizadas para biotérios

5.1.Procedimentos e práticas padrões

5.2.Procedimentos e práticas específicas

5.3.Equipamentos de segurança

5.4.Edificações e sistemas prediais

6.Classificação de microorganismos em função do nível de risco

7. Métodos de contensão animal

8. Alergias em biotérios

 

 

 

 

 

C06 -MINICURSO DE TRANSGENIA: VALIOSA FERRAMENTA PARA O ESTUDO FUNCIONAL DE GENES E OBTENÇÃO DE PLANTAS DE INTERESSE AGRONÔMICO

 

                                                     Dra. BEATRIZ WIEBKE STROHM

                        Dra. MARIA HELENA BODANESE ZANETTINI

 

 

Apresentação: Nesta atividade os alunos terão a oportunidade de:

1) Analisar aspectos da ocorrência, indução, transferência e utilização da variabilidade genética em plantas; 2) Conhecer as metodologias utilizadas no melhoramento convencional de plantas; 3) Discutir as aplicações das diferentes técnicas de cultura de tecidos como ferramentas para o melhoramento vegetal; 4) Conhecer as principais técnicas para a transferência de genes em plantas, suas vantagens e limitações; 5) Conhecer as metodologias para a identificação e caracterização de genes candidatos; 6) Discutir a aplicação das ferramentas acima em estudos funcionais de genes e na obtenção de plantas com características agronômicas de interesse.                                             

 

 

PROGRAMA

 

  • Identificação, caracterização e validação de genes candidatos

Análises in silico

Avaliação da expressão gênica

Super expressão e silenciamento de genes

        

  • Melhoramento convencional X transformação genética

Cruzamentos interespecíficos

Mutações induzidas

Aplicações das técnicas de cultura de tecidos vegetais

Métodos para a transformação genética de plantas (ênfase em soja)

 

  • Estudo funcional de genes relacionados à resposta da soja a estresses bióticos

Modulação da expressão de genes que codificam ureases

Estudos de expressão e silenciamento de fatores de transcrição da família WRKY

 

  • Plantas transgênicas

Panorama mundial

Estudos em andamento na UFRGS

 
                               

 

*ementa de todos os mini-cursos será divulgada em breve!

 

  •  

  •  
  •  

    •  


Associação Nacional de Biossegurança - ANBio
http://www.anbio.org.br
Tel: 55 21 2220-8678
assessoria@anbio.org.br